quinta-feira, 20 de abril de 2017

E nós também estamos no Facebook!!!

Olá pessoal ...

Para estreitar ainda mais os laços com os leitores do BiomedicosGenteBoa, criamos a página no Facebook

Basta entrar lá e seguir, a site vai redirecionar para a página todas as postagens aqui colocadas ...

Por isso, vai e curti e não perca nada ...

https://www.facebook.com/biomedicosgenteboa

Concurso Perito Criminal - RS

Olá pessoal ... venho lhes mostrar o edital do Concurso de Perito Criminal do Estado do Rio Grande do Sul...


O Diretor-Geral do Instituto-Geral de Perícias – IGP-RS, Cleber Ricardo Teixeira Müller, Perito Criminal, no uso de suas atribuições legais torna público que estarão abertas, a contar da data de publicação do Edital de Abertura, as inscrições para a prestação de Concurso Público destinado ao provimento do cargo público efetivo de Perito Criminal e Cadastro de Reserva (CR), sob o regime estatutário, em conformidade com a Lei nº 14.519, de 08 de abril de 2014, alterada pela Lei nº 14.985, de 16 de janeiro de 2017, certame que observará o disposto no Regulamento dos Concursos Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, conforme Decretos Estaduais nº 43.911 de 13 de julho de 2005, nº 44.300/2006 e nº 14.540/2014, e na Lei Complementar nº 13.763, de 19 de julho de 2011, que dispõe sobre o acesso de estrangeiros em cargos e empregos públicos e demais regramentos pertinentes, além do estatuído nesse Edital de Abertura, tudo sob a coordenação técnico-administrativa da Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências – FUNDATEC.


São vários cargos de nível superior, dentre eles o cargo

Perito Criminal
Área 11 – Biomedicina/ Farmácia/ Biologia
Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Biomedicina, ou Ciências Farmacêuticas ou Ciências Biológicas, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho da Classe.

Vagas
São ofertadas 4 vagas, sendo 2 para ampla concorrência, 1 para pessoa com deficiência e 1 para pessoa negra ou parda.

Carga horária
40 horas semanais.

Salário:
Vencimento básico R$ 5.309,32 + Gratificação de Risco (80%) R$ 4.247,46.
Total: R$ 9.556,78.

Atribuições
1. Diligenciar ou pesquisar visando à coleta de dados complementares para a elaboração de laudos periciais;
2. Proceder a exames periciais relativos aos conhecimentos de sua área de formação acadêmica;
3. Executar perícias em locais relacionados à prática de delitos;
4. Realizar coletas de materiais destinados a exames complementares;
5. Proceder à perícia na área de balística forense e de documentoscopia;
6. Realizar perícias na área de reprodução simulada dos fatos;
7. Executar perícias na área de identificação humana em pessoas vivas e cadáveres;
8. Acompanhar perícias nas áreas de Odontologia e Medicina Legal; e
9. Executar outras atividades correlatas de acordo com o grau de complexidade das atribuições e investidura no cargo.

Localidade
Estado do Rio Grande do Sul (veja edital)

Inscrição
Taxa: R$ 182,41

De 20/04 a 11/05/2017

Edital Completo - Link aqui


terça-feira, 18 de abril de 2017

Tá rolando prêmios!!!

Olá pessoal ...

Eu distribui em diversos grupos do WhatsApp relacionado com Biomedicina um QR Code

É só decifrar ...

até mais ...

domingo, 16 de abril de 2017

Estamos no Twitter

Olá pessoal ...

estamos também no Twitter, segue lá e não perca nenhuma postagem daqui do site ...

www.twitter.com/biomedicosGB

Até mais ...

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Grupo WhatsApp - Somente profissionais

Olá pessoal ...

Agora temos o Grupo do WhatsApp somente para profissionais (com formação completa em Biomedicina), onde assuntos como discussão de casos, vagas de emprego e muito mais assuntos de interesse profissional estarão em pauta.
Não serão permitidos estudantes de biomedicina ou ensino médio. Os participantes serão questionados sobre a formação para se manter no grupo. Com isso mais um objetivo do BiomedicosGenteBoa.com estará sendo cumprido, pois se trata de união profissional e contato profissional.

Como é um grupo controlado, você deverá preencher um formulário online... É simples e rápido, uns 30 segundos, basta clicar no link abaixo (obs: não é vírus e nem algum golpe para pegar seus dados):


https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeixj_A9urGebOm61tVIi7Pun-39rHZ2x3MLeoUZWdBHXl1aQ/viewform


Muito obrigado ....

terça-feira, 4 de abril de 2017

Especialização em Diagnóstico por Imagem - Einstein



Olá pessoal ...

para quem pretende fazer sua pós graduação em Diagnóstico por Imagem na maior referência do país, estão abertas as inscrições, por um investimento entre R$ 19.000,00 e R$ 20.000,00 (dependendo da forma de pagamento).

Para saber mais sobre o assunto, clique no link abaixo e conheça mais ...

https://www.einstein.br/ensino/pos_graduacao/biomedicina_no_diagnostico_por_imagem_sp



O Curso é coordenado por:

SOLANGE AMORIM NOGUEIRA
Doutora pelo Departamento de Diagnóstico por imagem da UNIFESP (2013), é coordenadora do setor de Medicina Nuclear do Hospital Albert Einstein. Tem experiência na área de biofísica com ênfase em Medicina Nuclear e PET/CT.
Fale com a coordenadora: solange.nogueira@einstein.br


​LIANA GUERRA SANCHES DA ROCHA
Mestre em Neurociências e Comportamento pela Universidade de São Paulo (2010). Biomédica pesquisadora do Hospital Israelita Albert Einstein.
Currículo Lattes | Fale com a coordenadora: liana.sanches@einstein.br


segunda-feira, 3 de abril de 2017

Tardígrado (Vídeo Microscópico)



Cientistas descobrem o segredo do animal mais resistente do mundo.

Imagem ampliada de um tardígrado
Os super resistentes tardígrados também são conhecidos como ursos d'água e já foram ao espaço.

Pesquisadores descobriram o segredo genético do animal mais resistente do mundo, uma estranha e microscópica criatura que se assemelha a um urso aquático e é chamada de tardígrado.

Um gene específico os ajuda a sobreviver a situações de ebulição, congelamento e radiação. No futuro, acreditam cientistas, ele poderia ser usado para proteger as células humanas.

Já se sabia que tardígrados eram capazes de sobreviver a condições extremas, "murchando" a ponto de se tornarem bolinhas desidratadas.

Imagem do TardigradeAgora, o time que comandou a pesquisa, na Universidade de Tóquio, identificou uma proteína que protege o seu DNA - "embrulhando-o" como se fosse uma espécie de cobertor.


Os cientistas, que publicaram suas descobertas na revista científica Nature Communications, depois desenvolveram em laboratório células humanas que produziram a mesma proteína, e descobriram que ela também protegia as células, em especial de radiação.

A partir dessa descoberta, cientistas sugerem que os genes desses seres capazes de resistir a condições extremas poderiam, um dia, proteger seres vivos de raios-X ou de raios nocivos do sol.

"Estes resultados indicam a relevância das proteínas únicas do tardígrado que podem ser uma fonte abundante de novos genes e de mecanismos de proteção", diz o estudo.

Antes do estudo, acreditava-se que os tardígrados, também conhecidos como "ursos-d'água", sobreviviam a radiação por conseguirem recuperar danos causados ​​ao seu DNA.

Mas o professor Takekazu Kunieda, da Universidade de Tóquio, e seus colegas passaram oito anos estudando o genoma da microcriatura até identificar a fonte de sua notável capacidade de resistência.


Arma secreta

espécie Ramazzottius varieornatus vista de frentePara identificar essa "arma secreta" que explica a resistência dos tardígrados, pesquisadores analisaram o genoma de uma espécie específica - Ramazzottius varieornatus - à procura de proteínas que estivessem diretamente ligadas ao DNA e que poderiam ter um mecanismo de proteção.

Eles descobriram uma e a batizaram de "DSUP" (abreviação em inglês de "supressora de danos").

Em seguida, a equipe inseriu a DSUP no DNA de células humanas e expôs essas células modificadas a raios-X. Elas sofreram menos danos que as células não tratadas.

O professor Mark Blaxter, da Universidade de Edimburgo, classificou o estudo como "inovador". "Esta é a primeira vez que uma proteína individual, identificada a partir do tardígrado, se mostra ativa na protecção contra radiações", observa. "Radiação é uma das coisas que certamente pode nos matar".

Ao sequenciar e analisar o genoma do tardígrado, o estudo também parece ter resolvido uma polêmica sobre a estrutura genética dessas criaturas.

Um pesquisa publicada em 2015 sobre uma espécie diferente de tardígrado concluiu que ele tinha "adquirido" uma parte do seu DNA de bactérias por meio de um processo chamado de transferência horizontal de genes. Os achados desse estudo sugeriam que a impermeabilidade notória desses animais viria da transferência do código genético bacteriano.

O estudo de agora, conduzido no Japão, não encontrou nenhuma evidência dessa transferência de genes.


Ursos d'água e do espaço

Em 2007, um satélite da Agência Espacial Europeia lançou milhares de tardígrados do espaço. O projeto ficou conhecido como Tardis - tardígrados no espaço - e indicou que os animais foram capazes não só de sobreviver mas também de reproduzir ao retornar à Terra.

Estima-se que haja mais de 800 espécies de tardígrados, mas há milhares ainda não nomeadas. Eles vivem em todos os lugares onde há água. Estão, por exemplo, no parque local, no fundo do mar ou até mesmo nas geleiras da Antártica.

Qualquer microscópio de luz normalmente permite visualizar essas criaturas. Para encontrá-las, basta, por exemplo, adicionar água num musgo e, em seguida, espremê-lo. Uma análise dessa água pode permitir visualizar, num microscópio, esses minúsculos animais.


Mais pesquisa

O resultado da pesquisa conduzida em Tóquio indicou que os tardígrados se mostraram muito mais resistentes a raios-X do que as células humanas manipuladas pelos cientistas.

"[Então] tardígrados têm outros truques na manga, que ainda temos de identificar", disse o professor Matthew Cobb, da Universidade de Manchester.

Com mais pesquisas, os cientistas acreditam que genes como o DSUP podem permitir o armazenamento e transporte mais seguro e fácil de células humanas - protegendo, por exemplo, delicados enxertos de pele humana de qualquer dano.

O professor Kunieda e seu co-autor do estudo, Takuma Hashimoto, deram início ao registro da patente do gene DSUP em 2015.

O professor Matthew Cobb, da Universidade de Manchester, observa que, em princípio, "estes genes poderiam até mesmo ajudar humanos a sobreviver em ambientes extremamente hostis, como na superfície de Marte, como parte de um projeto de terraformação para tornar o planeta mais 'hospitaleiro' para seres humanos".

O professor Blaxter, da Universidade de Edimburgo, disse que a pesquisa japonesa pode até mesmo ajudar a explicar como radiação danifica o DNA, e como podemos prevenir danos no DNA de outras fontes.

O autor do estudo, o professor Takekazu Kunieda, disse à BBC esperar que mais pesquisadores se juntem à "comunidade tardígrada", porque acreditar haver ali "um monte de tesouros".

Fonte: BBC BRASIL / Fantástico Rede Globo


Estou colocando aqui um vídeo que correu o mundo nas redes social de um tardígrado sendo visto em um microscópio comum ...

Não temos mais informações. Ao que parece, o material analisado eram fezes, mas não temo saber se o material mesmo que estaria contaminado ou se a contaminação ocorreu com a água para diluir o material biológico...

Mesmo sem termos muito sobre o fato, é muito interessante o vídeo ...




Fonte: não tenho como colocar fonte pois é material que está correndo na internet

Órgãos e Células do Sistema Imunologico

O Sistema Imune ou Sistema Imunológico compreende uma série de mecanismos celulares que compõem a defesa do corpo. Este sistema tem como objetivo identificar e combater agentes agressores. É constituído por órgãos, e células do sistema imune, além de moléculas específicas deste sistema.

Órgãos do Sistema Imunológico

Órgãos linfoides centrais ou primários:

- Medula Óssea – órgão onde são produzidos as células do sangue;

- Timo – responsável pela produção e maturação dos Linfócitos T



Órgãos linfóides secundários:

- Linfonodos – barreira onde acontece o primeiro contato com antígeno na linfa.

- Baço – Aprisiona antígenos presentes no sangue.

- Tonsilas – Mesma função do Linfonodo, porém especializado no tecido oronasal

- Apêndice – contém uma quantidade significativa de células linfóides.

- Placas de Peyer do íleo – é um agregado de tecido linfóide nodular entremeado por tecido linfóide difuso



Células do Sistema Imunológico

Células LinfoidesEstas células são subdivididos em três grupos: células B, células T e células nulas (que não expressam marcadores de superfície típicos nas células B e T. Ex.: Células NK – Natural Killers)



Células do Mononucleares
Compostos de monócitos circulantes no sangue e macrófagos nos tecidos.

 
       

Células granulocíticas
Os granulócitos são classificados como neutrófilos, eosinófilos e basófilos.



Mastócitos
Estas células contém grande quantidade de grânulos citoplasmáticos que contem histamina e outras substancias farmacologicamente ativas. Estas células junto com os basófilos tem papel importante no desenvolvimento das alergias.



Células Dendríticas
A maioria das células dendríticas processa e apresenta o antígeno para os Linfócitos T



FONTE: GOLDSBY, Richard A.;KINDT,Thomas J.;OSBORNE,Barbara A.; Kuby Imunlologia – Quarta Edição, Editora Revinter, 2006, 662 p.

sábado, 1 de abril de 2017

Perigo: Energético + Álcool

Mistura de energético com álcool aumenta chances de acidentes, dizem pesquisadores canadenses

Vodka e energético em copo com geloA popular combinação de bebidas alcoólicas com energéticos pode aumentar a possibilidade de acidentes e lesões, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta semana no Canadá.

Isso porque a cafeína contida em energéticos pode criar uma situação em que consumidores se sentem mais despertos e encorajados a beber mais álcool que o normal.

Segundo médicos envolvidos no estudo, a combinação também pode causar problemas para dormir e elevar a frequência cardíaca, ainda que eles argumentem que mais pesquisas são necessárias para comprovar essa relação.

No Reino Unido, uma das principais ONGs envolvidas com o alcoolismo, a Drink Aware, não recomenda o consumo de álcool com energéticos.

Mas a prática se tornou popular entre britânicos e em outros países do mundo. No Brasil, segundo estatísticas de consultorias, o mercado deste tipo de produto teve crescimento médio de 27% nos últimos anos, impulsionado em boa parte pelo consumo na vida noturna.

A pesquisa canadense sugere que misturar energéticos com álcool pode ser mais perigoso do que beber apenas álcool ou uma combinação com sucos e refrigerantes, por exemplo - pois a combinação criaria um efeito "bêbado-ligado", em que tanto os efeitos estimulantes da cafeína como os retardadores do álcool se manifestariam.


Riscos

Latas de energéticoEm uma análise de 13 pesquisas publicadas entre 1981 e 2016, cientistas da Universidade de Victoria identificaram em dez delas correlação entre consumo de álcool e energéticos e aumento nos riscos de acidentes e brigas.

A correlação (ligação entre dois eventos) não implica necessariamente relação de causalidade, e pesquisadores disseram que ainda são necessários estudos mais amplos para avaliar potenciais danos à saúde.

Mas organismos oficiais em vários países, como a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil, não recomendam misturar energéticos e álcool.

Energéticos contêm altos índices de cafeína - normalmente cerca de 80mg em uma latinha de 250ml, o equivalente a uma caneca de café. Em comparação, uma lata de 330ml de Coca-Cola contém 32mg e uma de Diet Coke, 42mg.

Bebidas energéticas também têm altos níveis de açúcar em sua fórmula.

Há ainda versões mais "turbinadas", em que uma garrafa de 60ml pode conter até 160mg de cafeína.

BebidaQuantidade de cafeína
Red Bull (lata de 250ml)80mg
Monster (500ml)160mg
Coca-Cola (330ml)32mg
Caneca de café instantâneo100mg
Café coado150mg
Xícara de chá40mg


Problemas da mistura

Audra Roemer, uma das autoras do estudo, explica que há ainda uma questão comportamental.

"Normalmente, quando você está bebendo álcool, você fica cansado em algum ponto e vai para casa."

"Mas os energéticos mascaram isso, então os usuários podem subestimar o quão embriagados estão e beber mais álcool, o que pode levar a comportamentos mais arriscados."

Gavin Partington, diretor-geral da Associação Britânica de Bebidas Não Alcoólicas, aponta para um estudo da Esfa (agência europeia de segurança alimentar) que não encontrou evidências de que energéticos "exacerbem os efeitos adversos do álcool".

"Qualquer pessoa consumindo álcool deve fazê-lo em moderação, quer esteja misturando ou não a uma bebida energética", afirma.


Quanta cafeína é demais?

Drinking a cup of coffeeAltos níveis de cafeína podem resultar em ansiedade, ataques de pânico e elevação da pressão sanguínea.

De acordo com várias organizações, como a própria Esfa, o consumo diário de até 400mg de cafeína pode ser considerado seguro para a maioria dos adultos saudáveis.

Para mulheres grávidas ou amamentando, a recomendação é não ultrapassar 200mg por dia.

No caso de crianças e adolescentes, recomenda-se não permitir mais que 3mg de cafeína por quilograma de peso.


E os limites para álcool?


Uma prateleira cheia de garrafas de bebida alcóolicaOs níveis recomendados variam amplamente de país para país, mas o consenso entre autoridades de saúde é combater a noção de que exista uma quantidade "saudável" de consumo de álcool.









Fonte: BBC BRASIL
(http://www.bbc.com/portuguese/geral-39341200)

 
Design by Free Wordpress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Templates